Agindo contra a Ansiedade

O ANTÍDOTO CONTRA A ANSIEDADE
Walmir Vigo Goncalves

Um texto sobre a fé no sentido de fazer o que nos cabe fazer ao mesmo tempo em que deixamos tudo com aquele que é o real dono de tudo.

O ANTÍDOTO CONTRA A ANSIEDADE
“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças.” (RC)
“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.” (RA)
“Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido.” (BLH)
Um dos mandamentos menos observados pelos filhos de Deus é esse de não permitir que a ansiedade sobre coisa alguma encontre alojamento no coração.
O que é ansiedade?
O Minidicionário de Silveira Bueno, editora FTD, traz uma boa definição: “Angústia; incerteza aflitiva”.
O Dicionário Bíblico Almeida, em a Bíblia Online, diz: “Perturbação de espírito causada por incerteza e por receio”
Temos que reconhecer que o assunto em questão é um assunto em que todos nós encontramos dificuldades, especialmente em tempos como o que estamos vivendo, em que o vírus da Gripe A se alastra assustadoramente.
Esta exortação que encontramos neste texto, o Espírito Santo a colocou através de Paulo que, até pelo fato de haver vivido momentos de extrema difi-culdade e mantido a fé, tinha autoridade para gritar alto esta mensagem.
Não estejais ansiosos, não estejais inquietos, não desfaleçam na fé, seja qual for a situação, diz Paulo.
Jesus também apregoou esta mesma mensagem:
“Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por an-sioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? {ao curso da sua vida; ou à estatura} E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.” (Mateus 6:25-34 RA)
O antídoto para a ansiedade, diz Paulo e diz Jesus, é a fé; é com fé nos colocarmos diante do Senhor, e declarar-lhe (mesmo que ele já saiba), tudo aquilo que nos perturba, e deixar tudo isso ali aos seus pés. TUDO, pois, “na-da há grande demais para o poder do Senhor, e nem pequeno demais para escapar à atenção de seu amor paternal”. Devemos fazer isso “com ações de graças”, isto é, nos lembrando, com gratidão em nossos corações, das bên-çãos e das vitórias passadas, sabedores que a mesma esperança que nos en-chia o peito no passado é boa para o futuro.
O antídoto para a ansiedade é deixar tudo nas mãos daquele que é o real dono de tudo, inclusive dono de mim mesmo, dono de meu filho..., e des-cansar no fato de saber que aquilo que vier a acontecer estará acontecendo com algo ou alguém que não é meu, mas de Deus, e, portanto, sob permissão e controle de Deus. Não se trata de não fazer nada, mas de fazer o que nos é possível e descansar em Deus pela fé.
Pedro também diz: “Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês.” (1 Pedro 5:7 BLH)
Aos Romanos Paulo disse: “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chama-dos por seu decreto. Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primo-gênito entre muitos irmãos.” (Romanos 8:28-29 RC). A NVI, ao invés de : “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente...”, diz: “Sabemos que Deus age em todas as coisas...”.
Os versos subsequentes, do texto acima, dizem: “Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes, o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?” (Romanos 8:31-32 RC)
Esforcemo-nos por viver, amados irmãos, com fé e pela fé. Não deixe-mos que nada venha nos fazer demover de nossa firmeza.
Não posso dizer que é fácil, mas é assim que um filho de Deus deve vi-ver. Nos tempos de refrigério ou nos tempos de aflições, a fé em Deus é o ele-mento essencial.
=======================
Naquele que é Senhor sobre tudo e sobre todos e a quem tudo pertence e de quem nada, nem mesmo uma peste que alcançou o nível de pandemia, foge ao controle, e que pode até mesmo estar sendo permitida para chamar a nossa atenção para Ele,
Pr. Walmir Vigo Gonçalves
Foz do Iguaçu – Porto Meira – Julho de 2009 – quando a popularmente chamada “gripe suína” se alastra pelo mundo fazendo suas vítimas.

http://www.projetoamor.com/news.php?readmore=3254