Daniele Barcelos Penha


Antes

Atualmente

15 de Agosto... as últimas notícias informam que em Setembro, Danielle terá sua última sessão de quimioterapia, o que tudo está indicando será o suficiente para que possa voltar ao nosso convívio, e continuar sendo bênção entre nós.

21 de Agosto... Danielle está excelentemente bem e se preparando para a próxima quimioterapia, a penúltima desta série. Tudo indica, ela, não demora, estará conosco, logo nos meados de Setembro.

“Ó senhor Deus, tu me examinas e me conheces. Sabes tudo o que eu faço e, de longe, conheces todo o meu pensamento. Tu me vês quando estou trabalhando e quando estou descansando; tu sabes tudo o que eu faço. Antes mesmo que eu fale, tu já sabes o que vou dizer. Estás em volta de mim por todos os lados, e me proteges com teu poder. Se eu subir ao Céu tu lá estás; se descer ao mundo dos mortos, lá estás também. Se eu voar para o Oriente ou for viver nos lugares mais distantes do Ocidente, ainda ali a tua mão me guia, ainda ali tu me ajudas. Eu poderia pedir que a escuridão me escondesse e que em volta de mim a luz virasse noite; mas isso não adianta nada porque para ti a escuridão não é escura, e a noite é tão clara como o dia. Tu não fazes diferença entre a luz e a escuridão. Tu criaste cada parte do meu corpo; tu me formaste na barriga da minha mãe. Eu te louvo porque deve ser temido. Tudo o que fazes é maravilhoso, eu sei disso muito bem. Tu viste quando os meus ossos estavam sendo feitos, quando eu estava sendo formado na barriga da minha mãe, crescendo ali em segredo, te me viste antes de eu ter nascido. Os dias que me deste para viver foram todos escritos no teu livro quando ainda nenhum deles existia. Ó Deus, examina–me e me conhece o meu coração! Prova-me e conhece os meus pensamentos. Vê se há em mim algum pecado e guia-me pelo caminho eterno.

(Salmos 139: 1 - 5; 8 - 16; 23 - 24).

Sempre fui muito saudável, quase nunca tinha que ir ao médico até que um dia encontrei um caroço em meu pescoço. A principio achamos que era uma íngua, tomei os medicamentos recomendados pelo médico, mas o caroço não desapareceu. Então resolvemos trocar de médico e fizemos novos exames e uma biopsia onde foi constatado que eu tinha linfoma de Hodgkin,( é uma forma de câncer que se origina nos linfonodos (gânglios) do sistema linfático, um conjunto composto por órgãos, tecidos que produzem células responsáveis pela imunidade e vasos que conduzem estas células através do corpo.)

Descobrir que eu tinha câncer foi assustador por que eu não tinha muita idéia do que estava acontecendo, só conhecia câncer de ouvir falar. A partir daí, muita coisa mudou em minha vida, tive que viajar e deixar minha família, minha igreja, meus amigos, minha escola, minha casa...

Quando cheguei a Limeira/SP, lá no meu íntimo tinha esperança de que os novos exames não constassem nada, mas infelizmente não foi isso que aconteceu e eu tive que aprender a conviver com minha nova situação de vida. Em nenhum momento duvidei do cuidado de Deus comigo.

Logo na 1ª seção de quimioterapia descobrimos que eu tinha muita sensibilidade aos medicamentos e não poderia continuar sem tomar um outro remédio que me ajudaria a suportar o tratamento, também descobrimos que as minhas veias eram muito finas e não agüentariam as 8 seções que eu teria que fazer, por isso foi posto um cateter em meu braço, que é por onde eu tomo a quimio. Na hora que a médica disse que seria preciso colocar um cateter, tive muito medo por que não sabia como seria , mas me lembrei de um amigo que disse: Danny; lembre-se sempre de que na hora em que sou fraco é que sou forte, e isso me deu muita força. Foi como se tivesse tirado todo o meu medo.

Quando faço a quimio, sinto muita dor no corpo, ela altera o meu humor, mexe muito com meu paladar, minha boca por dentro fica como se tivesse queimada, dói muito na hora de comer. Tem sido cada vez mais difícil, porque tenho ficado mais fraca a cada seção. Mas graças a Deus, não me tem faltado animo. Tento levar tudo da melhor maneira possível.

Depois da notícia do câncer, a situação mais difícil que vivi, foi cortar os meu cabelos, 15 dias depois da 1° seção, começou a cair. Foi muito difícil ver meus cabelos caírem. Então, eu optei por cortá-lo logo e acabar com aquela agonia. No início, era estranho me olhar e me ver daquele jeito, mas depois me acostumei. Tento levar minha vida da maneira mais normal possível.

Mas, diante de todas essas coisas, gostaria de citar Ef. 3:20. Deus tem me dado abundantemente muito mais do que peço ou penso.

Agradeço a Deus, aos meus familiares, aos meus amigos e a todos aqueles que tem orado por mim, pelo apoio e o carinho que tem tido comigo.

Ainda tenho mais 3 seções de químeo e tenho confiança de que em breve estarei curada. Por que independente dos medicamentos e dos médicos tenho um Deus que tudo pode.

Até o fim do tratamento, procuro viver um dia de cada vez. Pois, basta cada dia o seu mal. Mt. 6;34

Limeira, SP, 07 de Julho de 2006

A Mãe... Geneci Barcelos Penha

Há quatro meses, estamos em Limeira/SP, onde fazemos o tratamento de Danny.

Tudo começou no dia 28/ 03, quando recebemos a notícia que a nossa filha de 16 anos estava com um tipo de câncer chamado linfoma de (hoding). Na hora em que o médico nos deu a notícia, eu não acreditava, queria que o chão se abrisse, no momento não conseguia nem chorar, me lembro que só dizia: Meu Deus! Meu Deus, Meu Deus!

Saímos da clínica, ai sim comecei a chorar muito. Desesperei-me. Entrei em choque, porque eu tinha muito medo de câncer, para se ter uma idéia, não gostava nem de pronunciar a palavra câncer dizia “aquela doença”, imagine! Agora estava diante dessa situação com a minha filha. Porque agente sempre acha que isso acontece com todo mundo, menos com agente, mas graças a Deus somos servos do Deus verdadeiro e Ele não desampara os seus e temos vivido e sentido isso a todo o momento.

No inicio pedia a Deus que fizesse um milagre, não queria que minha filha passasse por isso, hoje sei que não somos melhores que ninguém, tantas pessoas estão passando por isso também porque não nós?

Viemos para Limeira com urgência, porque não sabíamos em que grau estava à doença. Foram feitos duas biopsias e outros exames. A espera dos resultados era angustiante. Mesmo assim, começamos o tratamento, mas graças a Deus a médica nos deu boas notícias. O câncer na Danny estava no início.

Ela vai fazer 8 seções de quimioterapias de 15 em 15 dias. Graças a Deus! Ela já vai fazer a 6ª e até agora tudo está correndo bem. Claro, que não tem sido fácil, as reações são várias. A cada quimio, a reação é mais forte que a outra. Mas ela tem sido uma verdadeira guerreira! Mesmo nessas horas difíceis, ela encontra motivo para sorrir. Está sempre de bom humor, nunca a vi reclamando ou perguntando o porque de ter essa doença. E olha que já tivemos momentos angustiantes! Um deles foi quando os cabelos começaram a cair. Talvez esse seja o 2° momento mais difícil para nós! Jamais vou esquecer o barulhinho daquela máquina cortando o que tinha sobrado do cabelo dela.

Ficar longe da minha outra filha, também tem sido muito difícil! Mesmo sabendo que ela está bem cuidada. Mesmo assim, a saudade é muito grande. Mas graças a Deus! Apesar de tantas lutas, temos a certeza de que Deus sempre está cuidando de nós e tem colocado pessoas especiais em no nosso caminho. Temos tido experiências maravilhosas com essas pessoas. Temos recebido muito carinho de todos, até mesmo de pessoas que nem conhecemos, mas que ficam sabendo do problema de Danny e estão orando por ela.Isso tem nos sustentado e nos fortalecido. Louvamos a Deus pela vida de todos. Gostaria de dizer também, o quanto eu era ansiosa e hoje eu aprendi a viver um dia de cada vez, pois sei que o Deus que sirvo é bem maior que eu imaginava e louvo por isso.

Tenho esse corinho que cantei tantas vezes (mais que muitas vezes não o analisava direito) como meu hino oficial. Cada vez que a minha fé é provada, tu me das a chance de crecer um pouco mais as montanhas e vales desertos e mares que atravesso me levam pra perto de ti minhas provações não são maiores que o meu Deus e não vão me impedir de caminhar, se diante de mim não se abrir o mar Deus vai me fazer andar por sobre as águas.

Por tanto se estas chorando louve, estas sofrendo louve, não importa louve, por que vale a pena louvar em qualquer que seja a situação.

Limeira, SP, 07 de Julho de 2006